brasilparquessão paulo

Parques em SP para relaxar e sair da rotina

A cidade de São Paulo é muito conhecida como uma selva de pedra, o que não deixa de ser verdade, mas como outras grandes cidades no mundo, é possível ir a grandes parques em SP para passear, encontrar os amigos, descansar, fazer um piquenique e levar os filhos e crianças para ter contato com a natureza e se divertir.

O parque é algo fantástico, pois é uma área verde para os moradores da cidade saírem da rotina, e ao mesmo tempo é um destino turístico para os que estão de passagem. Nós sempre gostamos de visitar parques quando viajamos, é um momento de descansar, conhecer melhor a atmosfera local, reparar no tipo de vegetação e animais característicos de cada País ou região, como por exemplo, uma vegetação mais densa em países tropicais, entre outras particularidades de animais que também pode ser vista mundo a fora.

Bienal - Parque Ibirapuera Lateral

Parques em São Paulo

Criamos esta lista de parques em São Paulo para os viajantes balancearem a sua viagem com alguns momentos de mais calmaria, entre a parte cultural e andanças. E para os moradores da cidade como referência para buscar um parque para passar um dia.

Inclusive, acho que esta dica vale para todos os parques, se você quer sossego, prefira os dias de semana e sábado pela manhã. Já se você gosta de mais agito, o sábado à tarde e domingo são dias mais cheios.

Parque do Ibirapuera

Começamos a lista com o mais conhecido dos parques em SP, o Parque do Ibirapuera. Ele é famoso por ter muitas atrações e estar em uma região razoavelmente “central” e de fácil acesso, com muitas opções de transporte. Acabou virando um xodó dos moradores da cidade.

O Ibira, como é chamado pela população em geral, é um parque bem grande com muitas opções de lazer para adultos e crianças. Além de ter também espaço para shows legais em seu auditório e na área externa dele (o palco pode abrir para os dois lados), um enorme espaço para exposições que abriga a Fundação Bienal. Também tem museus dentro dele, como o MAM (Museu de Arte Moderna) e o Museu Afro Brasil, além de preciosidades da arquitetura como a Oca Ibirapuera projetada por Oscar Niemeyer, que abriga exposições temporárias.

Conta com uma boa infraestrutura com lanchonetes, restaurantes e aluguel de bicicletas. É muito procurado por quem gosta de praticar corridas, e diversos tipos de atividades ao ar livre, piquenique, patins e skate (onde o principal point é embaixo da marquise).

No parque tem um grande lago e sua fonte multimídia também é uma grande atração. Para os praticantes de esportes, tem uma praça de jogos com algumas quadras, pista de cooper, bosques e bastante área verde para passear e também parquinho para crianças, o que deixa ainda mais legal como uma ótima opção para um parque em São Paulo com filhos.

É bacana conhecer também o Jardim das Esculturas, o Pavilhão Japonês e o Jardim Japonês

Tem também o museu MAC-USP, que não fica exatamente dentro do Parque Ibirapuera, mas fica do outro lado da Avenida Pedro Álvares Cabral, atravessando pela passarela já chega lá, é bem fácil e gratuito para entrar. Além de ser uma ótima opção de Mirante em SP.

Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral. Por ele ser muito grande, tem diversas entradas, são 10 portões de acesso, consulte o que ficar mais fácil para você.

Transporte: Diversas linhas de ônibus passam em frente ao parque. Não tem metrô tão perto.

Estacionamento (entrada para os bolsões): Portão 3 – Av. Pedro Álvares Cabral e Portão 7 – Av. República do Líbano (nos demais portões, acesso a pé).

Horário: diariamente das 5h à 0h.

Parque Villa-Lobos

Este parque em SP é muito interessante, pode-se até dizer que é um dos exemplos de melhor utilização de um terreno, aliás, MUITO MELHOR utilização de um terreno. Ele está onde era um antigo depósito de lixo, que funcionou até 1989, que foi aterrado e plantado várias árvores.

Ele é bem grande, cerca de 700 mil metros quadrados. Ele conta com uma boa estrutura com quadras poliesportivas, lugar para corrida, um orquidário e uma linda biblioteca. Só sentimos falta de mais banheiros espalhados pelo parque, pois eles ficam um pouco longe de alguns locais.

Possui vários parquinhos/ playgrounds para as crianças, sendo também uma boa opção para levar seus filhos. Interessante também que tem uma área cercada específica para seu Pet, com alguns brinquedos para o seu cachorrinho brincar e gastar energia.

Tem gramados bem grandes e belas áreas verdes, sempre uma boa ideia fazer um piquenique por lá. Leve uma canga para estender no gramado.

Endereço: Av. Professor Fonseca Rodrigues, 2001 – Alto dos Pinheiros.

Transporte: Próximo a estação de trem Villa Lobos – Jaguaré. Diversas linhas de ônibus passam em frente ao parque. Também tem estacionamento (pago).

Horário: Aberto diariamente das 5h30 às 19h. No horário de verão, até às 20h.

Parque da Água Branca

O Parque da Água Branca fica localizado na zona oeste de São Paulo e suas principais atrações são o Aquário, o Museu Geológico, Casa do Caboclo, espaço de leitura, a famosa feira de produtos orgânicos, além de um parque de diversões permanente, brinquedoteca e playground para as crianças.

Ele tem por volta de 137 mil m², com 79 mil m² de área verde. Sua mata não é nativa do local, ele foi um parque construído.

Têm aulas de equitação, você pode ver a pista dos cavalos. O aquário tem espécies da bacia hidrográfica do estado de SP e outras regiões. A entrada custa R$2 reais (preço em 2018).

É legal conhecer a Casa do Caboclo, pois tem um ambiente rústico de fazenda, com direito a fogão a lenha e mesas de madeira. Experimente o delicioso café e a típica cavaca, uma broa de milho assada na chapa do fogão a lenha.

Também vale a pena visitar a feira orgânica do Parque da Água Branca. Ela fica em um galpão e tem barracas com diversos produtos orgânicos. Funciona às terças-feiras, sábados e domingos, das 7h às 12h.

Também é possível ver algumas espécies da Mata Atlântica na Trilha do Pau Brasil.

Atividades para as crianças

Tem diversas atividades para as crianças como o parque de diversões, o trenzinho que passeia pelo parque, um espaço de leitura, uma brinquedoteca, também um playground e o aquário.

Alguns animais marcam presença pelo parque, para as crianças é bem divertido, tem uma grande quantidade de galinhas e galos soltos (isso chama a atenção pela quantidade), um lago com carpas, tartarugas, patos e pavões.

Endereço:  Av. Francisco Matarazzo, 455 – Água Branca.

Transporte: Próximo a estação de metro e trem Barra Funda. Diversas linhas de ônibus passam em frente ao parque. Também tem estacionamento (pago).

Horário: Aberto diariamente, das 6h às 22h.

O Aquário, Casa do Caboclo, Espaço Leitura e Museu Geológico: De terça a domingo, das 9h às 17h.

Confira a programação do parque, pois pode haver alterações.

Parque da Luz

O Parque da Luz, também chamado de Jardim da Luz, fica bem próximo à Estação da Luz de metrô e trens e também logo atrás da Pinacoteca de SP.

Foi inaugurado em 1825, sendo o parque público mais antigo da cidade, e inicialmente criado para ser o jardim botânico.

No século 20, ele já era um parque urbano cercado de edifícios, pois a cidade estava crescendo muito com a cultura cafeeira, e ali era o principal local de lazer na cidade. Com a crise de café em São Paulo, começa a degradação do parque, que ficou sem reformas e até década de 1990 era ponto de prostituição e drogas. Mas em 1999, começaram as reformas e acompanhado da revitalização da região, ele melhorou muito. Ainda requer certo cuidado, pois a “famosa” cracolândia fica meio perto dali.

Tem diversas espécies de árvores, sendo algumas frutíferas (por exemplo as grandes jaqueiras), árvores nativas e muitas flores. Um lago em formato de cruz de malta, com esculturas representando as quatro estações do ano, além de diversas esculturas pelo parque. Muitas espécies de pássaros, coreto, uma gruta com cascata e um mirante sobre ela. Interessante que existem alguns bichos preguiças soltos no parque, que vieram do primeiro e extinto Jardim Zoológico de São Paulo, com sorte, pode ver algum no topo das árvores.

Endereço: Rua Ribeiro de Lima, s/n – Bom Retiro.

Transporte: Próximo a estação de metro e trem Luz. Diversas linhas de ônibus passam na Av Tiradentes.

Horário de funcionamento: Aberto de terça-feira a domingo das 9h às 18h.

Parque Trianon

O Parque Trianon foi inaugurado em 1892, e funciona como um respiro no meio da correria e dos arranha-céus da Avenida Paulista. É um espaço verde remanescente da Mata Atlântica.

É legal a visita, pois está em um local de fácil acesso, também é bem cuidado, com bancos para descansar e pessoas circulando. Ao entrar, você dá um refresco para os seus ouvidos, o barulho da avenida fica todo para o lado de fora, diminua o seu ritmo e curta o silêncio que é por lá. Ele possui várias espécies de árvores e pássaros. É uma das nossas recomendações em o que fazer na Av. Paulista.

É bonito ver a parte em que uma rua corta o parque ao meio e uma ponte liga os dois lados do parque.

Endereço: Avenida Paulista, 1500.

Transporte: Estação de metro Trianon- Masp. Diversas linhas de ônibus passam na Av. Paulista.

Horário: diariamente – 6h às 18h.

Parque Buenos Aires

O Parque Buenos Aires fica no bairro Higienópolis, área central da cidade, e completou 105 anos em 2018. Ele é de fácil acesso, tanto para quem está vindo da Avenida Paulista, como para quem está no centro da cidade.

É um parque pequeno, com cerca de 25 mil metros quadrados, mas bem arrumado e bonito. Também é um pequeno oásis em uma área central de São Paulo. Tem um a fonte em sua entrada, que tem estado desligada ultimamente, e diversas esculturas espalhadas pelo parque. Tem também um espaço cercado para cães.

Há grandes gramados, que são um convite a um piquenique.

A Praça das Mães fica na parte mais alta do parque, é um lugar onde as pessoas sentam e descansam. Há uma Geladeiroteca, onde qualquer pessoa pode pegar e levar livros.

Em 2018, parquinho das crianças foi reformado e ficou bem melhor que o anterior, vale a pena levar os filhos para brincar.

Endereço: Avenida Angélica, 1.500 – Higienópolis, São Paulo – SP.

Transporte: Estação de metro Marechal Deodoro. Diversas linhas de ônibus passam na Av. Angélica.

Horário: Aberto diariamente das 6h às 19h.

Parque da Juventude

Seguindo o exemplo de lugares que melhoraram MUITO o seu uso em relação ao uso anterior, temos o Parque da Juventude, próximo à estação Carandiru do metrô, ou seja, ele foi construído onde era o antigo presídio do Carandiru, fantástico não? Aquilo sempre foi uma bomba relógio instalado dentro da cidade.

Ele fica na zona norte da capital, inclusive a zona norte não é uma área muito turística de São Paulo, falo isso, pois nasci e morei 27 anos por lá, e apesar de adorar a ZN e chamar a Av. Luís Dumont de Villares de Avenida Nova até hoje (só quem é da ZN a chama assim e entende), vejo que ela não atrai tantos turistas. Talvez por ela ter um ar mais calmo até hoje, não tão agitado quanto outras partes da cidade. A história conta que isso ocorreu devido por ela ficar do outro lado do Rio Tietê, e como demorou um pouco para ter acesso fácil através de diversas pontes sobre o rio como se tem hoje, ela ficou um pouco mais “esquecida” em relação a outras áreas da cidade, curiosamente esse clima mais “calmo” se mantém até hoje (claro que também não é tããão mais calma assim, afinal estamos em São Paulo né?).

Enfim, o parque é bem legal. Ele tem uma área grande, com muitas árvores, banco para descansar e espaço livre e área com grama.

Para crianças pequenas, tem um parquinho com tanque de areia e brinquedos.

Para crianças maiores e adolescentes, tem pistas de skate, quadras para jogar bola e uma área de arvorismos. Nessa área tem plataformas de madeira, formando caminhos entre as árvores e algumas estruturas de concreto (restos do antigo prédio). Também pode andar sobre o antigo muro do presídio.

Tem bastante espaço para andar e para fazer piquenique. Também tem área cercada para cães. Ali também fica a Biblioteca São Paulo, com mais de 35 mil títulos e é um lugar super bacana.

Endereço: Avenida Cruzeiro do Sul, 2.630 – tem mais duas entradas: Av. Zachi Narchi, 1309 e Av. Ataliba Leonel, 500.

Transporte: Próximo a estação de metro Carandiru. Diversas linhas de ônibus passam na Av. Cruzeiro do Sul. Tem 2 estacionamentos (pago).

Horário: Todos os dias. Área verde das 6h às 18h. Área esportiva das 6h às 22h.

Centro Esportivo Tietê

O Centro Esportivo Tietê se tornou um espaço público em 2014, pois até essa data ele era o Clube de Regatas Tietê reservado para sócios.

Esse parque tem bastante espaço ao ar livre, ginásios e quadras para praticar esportes. Tem pista para caminhar, parquinho para crianças.

Perto da entrada fica um grande espaço com gramado sintético.

Uma curiosidade sobre a história do Clube de Regatas Tiête, ele foi fundado em 1907 as margens do Rio Tietê para ser um centro de regatas e natação e utilizada as águas do rio para isso. Ele formou muitos campeões no remo e outros grandes atletas como a nadadora Maria Lenk e a tenista Maria Esther Bueno.

Endereço: Avenida Santos Dumont, 843 – Luz, São Paulo – SP.

Transporte: Próximo a estação de metrô Armênia. Diversas linhas de ônibus passam na Av. Tiradentes. Tem estacionamento (gratuito).

Horário: Segunda a sexta-feira das 6h às 23h30. Sábados e domingos das 6h às 18h.

Parque da Cantareira – Núcleo Engordador

Dos parques em SP listados aqui, o Parque da Cantareira é o mais distante do centro e rota turística. Ele é uma opção para quem quer sair do básico, entrar em contato com uma natureza mais selvagem que os parques urbanos. O ideal é ir para passar o dia, pois tem trilhas, lugar para fazer piqueniques, descansar, ir passear com as crianças e até entrar em uma cachoeira, quem disse que não tem cachoeira na cidade? Pois é, tem cachoeira em São Paulo.

Com uma área com mais de 7.900 hectares, é considerado uma das maiores florestas urbanas do mundo, divide-se em 4 municípios: São Paulo, Guarulhos, Mairiporã e Caieiras, sendo sua maior parte na zona norte de São Paulo.

A natureza é bem presente e vasta nele, com nascentes, árvores e espécies de animais. Interessante é que antigamente, essa área fazia parte do antigo sistema de abastecimento de água da cidade.

Na verdade, o Parque da Cantareira todo é dividido em quatro núcleos: Engordador, Pedra Grande, Cabuçu e Águas Claras. Todos os núcleos são ótimos para o ecoturismo, há trilhas no meio da mata, cachoeiras, áreas para piquenique e uma estrutura bacana para o visitante.

Núcleo Engordador

Tem três trilhas:

Trilha do Macuco – 646 metros de extensão, a trilha é bem fácil e margeia um riachinho e os canos do antigo sistema de abastecimento.

Trilha da Cachoeira – 3.000 metros de extensão, essa trilha já é um pouco mais difícil comparada com a outra, mas achamos tranquila. Passa por cachoeiras e rios, aqui você pode entrar nas cachoeiras.

Trilha de Mountain Bike – 4.000 metros de extensão, somente para quem está de bicicleta.

Outra atração do núcleo é um museu com animais empalhados e informações sobre a fauna e flora do local. Tem a Casa das Bombas (que é tombada pelo Condephaat), foi construída em 1894 e fazia parte do antigo sistema de abastecimento de água.

Se você for de carro, o estacionamento é dentro do parque e é pago. Se for de ônibus, tem um ponto na avenida e depois você vai caminhando até a entrada.

Endereço do Núcleo Engordador: Av. Cel. Sezefredo Fagundes, 19100 – São Paulo

Informações:

Ingresso (2018): R$15,00 adultos / R$ 7,50 estudantes

Menores de 12 anos, maiores de 60 anos e pessoas com deficiência não pagam ingresso.

Horário: Aberto diariamente das 8h às 17h.

Importante! Em dias de chuva, as atividades são suspensas.

Share Button

Vai Viajar?

Já reservou o seu Hotel? Nós usamos e recomendamos o Booking para reserva de hotéis, com opções em todos os lugares do mundo e com diversos preços. Faça a sua reserva de hotel através do nosso link acima.

Não esqueça do Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa (Tratado de Schengen). Mesmo em outros países, é importante ter a assistência médica para casos de emergência.
Você pode parcelar em até 12x no cartão de crédito ou receber o desconto de 5% no boleto! Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAGEMLADOB5

Vai alugar um carro? Temos parceria com a RentCars. Você paga em Reais e sem cobrança de IOF! Você pode pagar no cartão de crédito parcelado, ou receber desconto no boleto bancário!

Reservando com os nossos parceiros, você nos ajuda a manter o blog e a criar mais conteúdo!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

O melhor do Lado B
Parques em Londres
National Gallery - Londres
Biergarten Berlim - Pratergarten
Rothenburg ob der Tauber
igreja saint sulpice paris praca