françaparisparques

4 jardins em Paris que você deve visitar

Jardins em Paris

Paris tem tantas coisas interessantes e, uma delas, são seus belos jardins. Os jardins franceses são uma parte imperdível em qualquer cidade do país. Eles são tão arrumados, sempre floridos, as árvores podadas milimetricamente, as plantas formam desenhos e sempre há bancos para descansar e aproveitar o lugar. É tudo muito lindo! Veja abaixo os jardins que você deve conhecer em Paris e muitas dicas.

Promenade Plantée – Coulée Verte René-Dumont

Promenade Planteé, agora com o nome oficial de Coulée Verte René-Dumont, é um jardim linear elevado perto da Place de la Bastille e da Ópera Bastille. O Coulée Verte é um corredor verde criado em 1988, sobre o viaduto de linha de trem desativado.

Ele mistura áreas com vegetação que nasceu durante a época que a linha estava abandonada, com plantas que foram plantadas após a criação do parque.

Esse lugar é super agradável e ótimo para descansar. Nós adoramos! E tivemos sorte de ir em um dia de sol.

Esse caminho plantado vai da Place de la Bastille, acompanha toda a Avenue Daumesnil até o Jardin de Reuilly. Ele tem a extensão de 4,5km e fica a 10 metros do chão.

Embaixo ficam os arcos que foram transformados em lojas e ateliês e ele é chamando de Viaduc des Arts.

Durante o caminho é possível ver uma grande variedade de plantas, cantos com roseiras e trepadeiras e admirar as construções e características do bairro 12 arrondissement.

Veja mais informações no nosso post sobre o Promenade Planteé.

Endereço: Avenue Daumesnil – 75012
Metro: linha: 1,5,8 – estação Bastille
Horário: de segunda a sexta-feira às 8h / sábados, domingo e feriados às 9h.
Fecha no inverno às 17h30 e no verão às 21h30

 

Jardim de Tuileries

O Jardim de Tuileries é o parque mais central e antigo de Paris. Ele fica entre o Museu do Louvre e a Praça Concorde, também fica perto do Museu d’Orsay e do Rio Sena, sendo uma grande área verde onde muitos parisienses e turistas descansam e admiram muitas esculturas espalhadas pelo local. Também muitas pessoas utilizam como passagem para chegar na Praça Concorde, a caminho da famosa Champs Elysées.

Ele tem dois lagos e muitos bancos e cadeiras verdes em volta deles, onde as pessoas descansam, tomam sol e/ou comem um lanche. Lugar perfeito para dar uma relaxada. Nós adoramos o lugar!

Tem esse nome, porque naquele terreno existiu uma fábrica de telhas (tuiles). Em 1564, a rainha Catarina de Médicis mandou construir o Palácio de Tuileries. Esse foi parcialmente destruído durante a guerra civil de 1871 e posteriormente demolido em 1883.

O jardim foi remodelado estilo francês pelo jardineiro do Luís XIV, em 1664 (antes ele era em estilo italiano, origem da rainha Médicis).

Se você entrar no jardim pelo Museu do Louvre, você verá o Arco do Triunfo do Carrossel (Arc de Triomphe du Carrousel). Esse arco é revestido por mármores coloridos e esculturas em alto relevo. Ele foi feito para comemorar as vitórias de Napoleão Bonaparte nas batalhas de 1805.

De junho a agosto, tem a festa Fête des Tuileries, com brincadeiras, comida, algodão doce, entre outras coisas.

Endereço: Place de la Concorde – 75001
Metro: estações – Concorde, Tuileries e RER – Musée d’Orsay
Horário: abril a maio– 7h às 21h / Junho a agosto – 7h às 23h / Setembro a março– 7h30 às 19h30

Dentro do Tuileries – Musée de L’Orangerie

O Museu de Orangerie fica dentro do jardim de Tuileries, nas antigas estufas do palácio e foi remodelado em 1892 para receber as Ninfeias de Claude Monet. Ele também abriga obras de outros artistas, como Cézanne, Matisse, Modigilian, Picasso, Renoir, entre outros.

Ver mais no nosso post sobre o Musée de L’Orangerie.

Horário: Abre diariamente das 9h às 17h45, exceto as terças-feiras.
Ingresso (2018): adulto – 9 euros / crianças e jovens até 18 anos – gratuito

 

Jardim do Palais Royal

O Palais Royal fica escondido, pois é rodeado por prédios bem ao lado do Museu do Louvre. Ali é um lugar de tranquilidade e beleza.

Aproveite o jardim para descansar e admirar o local. As árvores estão sempre impecáveis e formam túneis, há flores e plantas espalhados pelos canteiros, tudo muito bem cuidado. Há duas fontes de água para dar mais vida ao local.

O palácio e o jardim foram criados pelo cardeal Richelieu em 1633, para que a família real morasse até que o Palácio de Versailles ficasse pronto.

Em um dos cantos do jardim, fica uma instalação artística com 260 colunas octogonais listradas em preto e branco e com alturas diferentes, do artista francês Daniel Buren.

Endereço: Rue de Montpensier, 8 – 75001
Metro: linha 1, 7 e 14 – estações Palais Royal-Musée du Louvre
Horário: outubro a março – diariamente das 7h30 às 20h30 / abril a setembro – diariamente das 7h às 22h30

 

Jardim de Luxemburgo

O Jardim de Luxemburgo fica entre os bairros de Saint Germain des Prés e Quartier Latin. Ele foi inspirado no Jardim Boboli de Florença e foi criado pela rainha Maria de Médicis, em 1612. Ele é considerado um dos maiores parques público da cidade.

Dentro dele, fica o Palácio de Luxemburgo, que é sede do senado francês desde 1958 e o Museu de Luxemburgo.

O estilo do jardim se divide em estilo francês e inglês, uma floresta e um lago. Também tem um orquidário, um jardim de rosas, um apiário-escola, uma estufa chamada de Orangerie e um grande pomar. Há mais de 100 estátuas espalhadas no parque e a grande fonte Fontaine Médicis. No verão há shows de música no coreto.

Também tem atividades para as crianças: parquinho para crianças de 7 a 12 anos (abre às 10h); lago para brincar com miniatura de barcos e quadras esportivas.

Tem vários quiosques que vendem lanches e bebidas. Quando fomos lá acabamos levando nosso lanche e não compramos nos quiosques.
Atenção: não é permitido fazer piquenique na grama. Há uma área especial e sinalizada para isso. Se estiver muito lotado, coma os lanches nos bancos.

O parque é grande, pois quando fomos, visitamos apenas uma parte dele e fizemos um piquenique no banco mesmo. Fomos andando da Igreja de Saint-Sulpice, no Bairro Saint Germain des Prés, é perto – uns 10 minutos.

Endereço: Rue de Médicis – Rue de Vaugirard – 75006
Metro: estações – Odéon e RER – Luxembourg
Horário: varia de acordo com a estação do ano, abre entre 7h30 e 8h15 e fecha entre 16h30 e 21h30.

 

Este post participa da blogagem coletiva Jardins pelo mundo – #jardinspelomundo
Veja também outros posts dos blogs participantes!

 

Share Button

Vai Viajar?

Já reservou o seu Hotel? Nós usamos e recomendamos o Booking para reserva de hotéis, com opções em todos os lugares do mundo e com diversos preços. Faça a sua reserva de hotel através do nosso link acima.

Não esqueça do Seguro de Viagem, pois ele é obrigatório nas viagens para a Europa (Tratado de Schengen). Mesmo em outros países, é importante ter a assistência médica para casos de emergência.
Você pode parcelar em até 12x no cartão de crédito ou receber o desconto de 5% no boleto! Nossos leitores ainda recebem um desconto de 5% na hora de pagar. Use o código promocional: VIAGEMLADOB5

Vai alugar um carro? Temos parceria com a RentCars. Você paga em Reais e sem cobrança de IOF! Você pode pagar no cartão de crédito parcelado, ou receber desconto no boleto bancário!

Reservando com os nossos parceiros, você nos ajuda a manter o blog e a criar mais conteúdo!


17 comments
  1. Mariana Bueno

    Sou apaixonada por Paris e por cada um dos cantinhos da cidade. O Jardim de Luxemburgo é o lugar mais lindo que já fui na vida!!!

    1. lais

      Paris é apaixonante mesmo! Realmente o Jardim de Luxemburgo é lindo e enorme, com muita coisa para ser descoberta. Vale passar uma tarde inteira nele.

  2. Mayte Scaravelli

    Concordo 100% que os jardins franceses são imperdíveis! Adoro visitá-los e se o dia está bonito, não quero mais sair de lá rsrs

    Não conheço nenhum, aliás fiz uma passagem muito rápida por Paris e o único que estava na minha lista era o Jardim de Luxemburgo, choveu no dia e abortei a missão. =x Mas fazer um piquenique nele seria mto incrível. =D

    1. lais

      Que pena que o tempo não ajudou. Tomara que na sua próxima viagem você consiga conhecê-los, todos eles são lindíssimos!

  3. Nivia

    Preciso conhecer todos!!! Só conheci o Jardim de Tuileries e há tanto tempo que nem conta. Amei o post e as dicas bem explicadas de como chegar.

  4. Lívia Bellotti

    Ah Paris! Como tem lugares lindos para se ver naquela cidade! Alguns jardins que você informou eu já conheço e outros estão anotados para a próxima vez por lá. Em especial o Coulée Verte René-Dumont, adorei! Muito obrigada por compartilhar tantas coisas lindas e parabéns pelo post!

    1. lais

      Sempre há lugares para visitar em Paris. O Coulée Verte René-Dumont é um jardim elevado muito diferente de outros lugares.

  5. Estela

    Adorei o seu post porque, das vezes que fui a Paris, não tive tempo para conhecer os 3 primeiros jardins! Deixei anotado aqui na minha lista “must go” pra quando eu voltar pra lá!!!

  6. Gisele Prosdocimi

    Sou apaixonada por Paris, a primeira cidade que conheci fora do Brasil e não é pra menos, a cidade é linda e realmente repleta de jardins.
    Conheci vários destes que você citou no post, mas o que mais me chamou a atenção foi o Promenade Pantée, que não conheci, mas me lembrou demais do High Line em Nova York, que também foi construído em cima de uma antiga linha de trem. Adorei!

  7. Luciana Freitas

    Nós escolhemos o mesmo assunto e conseguimos fazer uma seleção bem diferente. Isso mostra como Paris é uma cidade linda e incrível. Não conheço o Promenade Plantée e achei a dica excelente! Ele lembra o High Line de NY.

    1. lais

      É verdade, escolhemos a mesma cidade, mas escrevemos sobre jardins diferentes.
      Paris é cheia de lugares para se visitar e descobrir seus encantos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O melhor do Lado B
Parques em Londres
National Gallery - Londres
Biergarten Berlim - Pratergarten
Rothenburg ob der Tauber
igreja saint sulpice paris praca