Dicas de como andar de metrô em Londres

Como se achar no metrô de Londres?

O famoso e querido Tube ou London Underground que completou 150 anos em janeiro de 2013. Na verdade, muitos fazerm a pergunta “Como me acho no metrô de Londres?”, pois ao olhar para o mapa do metrô e ver aquele lindo emaranhado de linhas e as diversas conexões entre elas, geralmente pode (e vai) ficar meio perdido sobre qual caminho é melhor a se fazer.

O mais divertido é que ao aprender a usar o metrô, você vai pensar: Nossa, como é fácil! Não sei como eu ficava perdido antes!

Mapa do metrô de Londres

Claro que usar um mapa não tem tanto segredo assim, é mais uma questão de pegar prática. Se você fica mais tempo por lá, até já começa a saber de cabeça todo o mapa e as melhores conexões a se fazer.

Oyster Card

Se você estiver a passeio e for ficar 4 dias ou mais, vale a pena comprar o Oyster Card, que é um cartão que dá direito a usar o metrô, ônibus e trens à vontade, quantas vezes quiser durante a semana. A maioria das atrações está concentrada nas zonas 1 e 2, portanto é aconselhável comprar o cartão válido para essas zonas. Caso precise ir mais longe, a partir da zona 3, é possível colocar um crédito extra no Oyster Card e usar à parte. Ao ir embora é possível vender o cartão, recebendo de volta o valor pago por ele. No caso de ficar até 3 dias, é possível comprar cartão travelcard de uso diário. Os valores podem ser checados no site TFL.
Metrô de Londres - Mind the Gap

Vá se acostumando com o repetido “Mind the Gap”,
emitido pelo sistema de alto-falante do Metrô

Dicas para o metrô de Londres

Vamos passar algumas dicas que podem ser válidas para poupar seu tempo dentro do tube.

  1. Fique atento ao destino que o metrô vai, em algumas linhas o caminho tem ramificações, cuidado para não ir para o ramo errado.
  2. Não se deixe enganar pelas distâncias que estão no mapa, ele não é em escala 100% correta, a forma que ele é apresentado ali, é somente a melhor para poder caber no papel.
  3. Um site muito útil para fazer consultas de como ir de um ponto a outro usando o transporte público é o TFL: http://www.tfl.gov.uk/
  4. Se for no seu caminho, sempre prefira a Victoria Line (Linha azul clara). Ela é bem mais rápida pois pára em menos estações que as outras linhas. Ela faz o sentido Norte/Sul de Londres.
  5. Algumas estações, como a Green Park e London Bridge por exemplo, geralmente anda-se muito para trocar de linha. Às vezes é preferível fazer a conexão em outra estação.
  6. O intervalo do Overground (linha laranja) geralmente é um pouco maior que o do metrô. E no caso dele, deve-se prestar atenção pois tem muitas ramificações. Mas ainda é uma boa opção, pois é mais vazio.
  7. O DLR é mais lento que o metrô, mas é uma ótima opção para ir para o Leste, em Greenwich, e conhecer a parte mais “moderna” de Londres (Canary Wharf e arredores), onde estão as grandes empresas, etc.
  8. A District and Circle Line são meio lentas também (os trilhos são de trem), e acontece o caso de passar diversos trens para diversos destinos na mesma plataforma. Tenha atenção e sempre olhe no painel para onde vai o trem.
  9. Curta algumas estações que são temáticas como por exemplo Baker Street que tem a imagem do Sherlock Holmes em seus azulejos (além dela conservar a sua beleza de ser antiga), o mesmo ocorre na estação Victoria, onde tem a Rainha Vitória desenhada nos azulejos.Estação Baker Street Londres
  10. Algumas estações têm o seu charme nos pequenos detalhes, como esses azulejos da estação Aldgate East.
  11. Diversos clipes de música foram gravados no metrô de Londres, como por exemplo o Saturday Night do Suede. E o filme 007 – Operação Skyfall.
  12. Procure no Google uma infinidade de brincadeiras e mapas temáticos que são feitos com o mapa do metrô da capital inglesa.
  13. Saindo um pouco do metrô, o Ônibus 15 é bem famoso por passar por muitos pontos turísticos de Londres, também é valido aproveitar.

O mais importante de tudo é: Não se assuste nem com o mapa, nem com as dicas dadas acima, o metrô é muito fácil de ser utilizado!

Aproveite para curtir a Saturday Night do Suede, gravado na estação Holborn do metrô. Que aliás, capta bem a essência de Londres x Metrô x Sábado a noite.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *