Casa dos Bicos – Fundação José Saramago em Lisboa

Visitar Lisboa é conhecer parte de nossa história e da nossa cultura. Há muitos lugares para visitar e um deles, é sem dúvida a Fundação José Saramago na Casa dos Bicos.

Esse é um lugar para descobrir mais sobre o escritor português José Saramago, o único escritor de língua portuguesa a ganhar o prêmio Nobel de literatura. Inclusive os restos mortais do Saramago estão sepultados ali, sob uma oliveira trazida de sua cidade natal (o vilarejo de Azinhaga).

Ela foi inaugurada em 2012 e é um espaço com exposições, recitais, conferências, cursos, seminários, sobre o Saramago, literatura portuguesa e meio ambiente.

A Fundação abriga a exposição permanente “A Semente e os Frutos”, que reúne livros que Saramago traduziu, manuscritos, notas pessoais, agendas, recortes de jornais e os livros do autor,  em português e outras línguas. Também tem áudios com entrevistas e vídeos dele e sobre ele. No fim da exposição, foi montado o escritório do Saramago, com sua escrivaninha e outros objetos pessoais, como os óculos e a máquina de escrever.

A Casa dos Bicos fica na margem do Rio Tejo e ela em si é uma obra de arte, com muita história. O edifício foi construido em 1523 por Brás de Albuquerque (filho do vice-rei da Índia), após uma viagem a Ferrara (Itália) em que ele se apaixonou pelo Palácio dos Diamantes. É provável que o proprietário quisesse que ela fosse conhecida como “Casa dos Diamantes”, mas o povo da época não viam mais que bicos de pedra. Ao longo dos tempos a casa serviu a várias funções, inclusive por algum tempo foi armazém de bacalhau. Até 2002, foi Comissão dos Descobrimentos.

Casa dos Bicos

Com tudo isso, marcas foram deixadas nessa casa e hoje é possível ver os vestígios das épocas passadas. No piso térreo está em exposição: um conjunto de estruturas que remonta às primeiras ocupações do espaço, um pedaço da muralha fernandina, tanques romanos (cetárias) de base quadrangular, destinados à salga e conserva de peixes e por restos de cerca moura.

Endereço: Rua dos Bacalhoeiros, 1100 – 135 Lisboa

Tags:

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *