Arredores de Santiago do Chile – Viña del Mar e Valparaíso

Se você estiver em Santiago do Chile e tiver um dia livre, vá para Viña del Mar e Valparaíso, são cidades divididas por uma ponte. É tão perto que dá para ir de metro, de carro ou micro-ônibus local (os motoristas cobram o bilhete, pois não há cobrador). Também há táxi, alguns deles tem trajeto fixo e é coletivo, você paga somente a quantidade de ‘pontos’ que foi utilizado. Não se assuste se você pegar um assim.

Também em outra cidade El Quisco, tem uma outra casa de Pablo Neruda, Isla Negra.

vina-del-mar

Viña del Mar

Viña del Mar tem praia e o mar é oceano Pacífico.A praia mais famosa é a Reñaca e o mar é super gelado. Aproveite a oportunidade para colocar a mão na água. As praias brasileira são mais bonitas, mas é interessante para conhecer o mar. O calçadão é agradável e o pier de madeira.

No centro tem o Relógio de Flores, que é um dos principais ícones da cidade. A máquina do relógio foi um presente da Suíça, como parte das celebrações da Copa do Mundo do Chile em 1962, onde alguns jogos foram jogados lá. Inclusive o Brasil jogou a fase de grupos no estádio local.

Dependendo da época do ano, leões marinho descansam nas pedras do canto da praia.

Valparaíso

Em Valparaíso fica uma das casa Pablo Neruda, chamada de La Sabastina.

Neruda quando comprou a casa achou muito grande e resolveu dividir com um casal de amigos. Eles moravam no subsolo, térreo, primeiro e segundo andares. Neruda morava no terceiro e quarto andares e a torre. A vista é maravilhosa da baía e do mar. Está em exposição: coleção de mapas antigos, pinturas, relíquias do mar, peças curiosas, caixas de músicas etc. (endereço: calle Ferrari, 692)

Ir a Valparaíso e não subir no ascensor (elevador) é como ir a Salvador e não ir no Elevador Lacerda. O preço do passe é acessível, pois é um meio de transporte para os locais subirem para a parte alta. É um dos pontos turísticos da cidade. Escolha o ascensor Artillería, pois lá em cima tem um mirante com vista privilegiada da baía e um café.

A cidade em si não tem muitos pontos turísticos, é ver o clima da cidade, o porto, os mirantes, os ascensores. Mas cuidado, pois é um porto e muitas ruas são vazias e escuras no entardecer.

Isla Negra em El Quisco

Escreveu Neruda: “El océano Pacífico se salía del mapa. No había dónde ponerlo. Era tan grande, desordenado y azul que no cabía en ninguna parte. Por eso lo dejaron frente a mi ventana”.

Isla Negra é a outra casa de Pablo Neruda. O poeta deu esse nome a casa por causa da cor das rochas e talvez porque ali é um lugar para se isolar para escrever.

Está exposto no lugar objetos ligados ao mar, como pedaços de proa, replicas de veleiros, barcos dentro de garrafas, conchas etc. também tem coleção de garrafas de formas estranhas, mascara, sapatos antigos e pipas

Neruda e sua esposa Matilde Urrutia estão enterrados aqui, seus restos mortais foram trazidos em 1992. Neruda deixou escrito em um poema que gostaria de ser enterrado ali:

“Compañeros, enterradme en Isla Negra, / frente al mar que conozco, a cada área rugosa de piedras/ y de olas que mis ojos perdidos/ no volverán a ver…”

(endereço: calle Poeta Neruda s/n, Isla Negra, El Quisco)

Tags:

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *